A qualidade dos produtos alimentares deve ser garantida durante todas as fases da sua vida útil: seleção de matérias-primas, produção, embalamento, tempo de prateleira.
Todos os produtos alimentares mudam ao longo do tempo. O prazo de validade é definido como o período durante o qual o alimento sofre reduções toleráveis de qualidade, que são aceitáveis para os consumidores. Durante este período as características de segurança e higiene, sensoriais e nutricionais são mantidas em níveis adequados.

Merieux NutriSciences - Estudos de vida util.jpg

Durante a sua vida comercial é fundamental que os alimentos apresentem aos consumidores a qualidade e características esperadas. Por esse motivo as embalagens contêm um prazo de validade, durante o qual o produto não deve sofrer alterações que comprometam o seu uso.

O método mais aceitável para realizar estes estudos consiste em colocar o produto em condições reais por um período maior do que esperado, analisando o produto em intervalos de tempo pré-estabelecidos. Os parâmetros a estudar, dependendo do produto, podem ser físico-químicos, microbiológicos e sensoriais.

Os estudos de vida útil permitem definir a data: “consumir de preferência antes de…” e a vida útil secundária (período após abertura), que determina o período de tempo que o produto é consumível após a abertura da embalagem. Por outro lado, ajuda a afinar as condições ótimas de armazenamento, manuseamento e transporte e a identificar quaisquer problemas que devam ser considerados.
Realizar um estudo de vida útil é também importante para proteger a reputação da Marca, garantindo a qualidade do produto e evitando retiradas do mercado.
Estes devem ser programados pelo produtor sempre que desenvolva ou modifique um produto, um processo ou a embalagem.

Antes de iniciar qualquer estudo, a Mérieux NutriSciences avalia e projeta o protocolo apropriado para o produto, recolhe e avalia as informações úteis como o histórico do produto, a empresa, as análises realizadas, etc. e, adicionalmente:

  • Realiza ensaios nos produtos alimentares para verificação da qualidade (microbiológica, por exemplo) antes de se iniciar o estudo.
  • Avalia todos os processos de distribuição.
  • Realiza inspeções e análises às matérias-primas.
  • Pesquisa informação sobre estudos anteriores realizados ao produto ou produtos similares, para usar como referência num melhor procedimento operacional.

Adicionalmente, os estudos de vida útil incluem:

  • Estudos em condições de “stress de temperatura” para verificar o comportamento do produto quando exposto a temperaturas superiores às recomendadas - como acontece durante o transporte, o armazenamento, no ponto de venda ou na casa do consumidor, antes do consumo.
  • Simulações com modelos preditivos, como complemento de estudos experimentais, baseados em aplicações computacionais calculando a taxa potencial de crescimento de microrganismos.
  • Estudo de vida útil acelerado durante o qual o alimento é colocado em condições especiais de armazenamento (luz, temperatura, humidade) para promover a aceleração de reações químicas, de forma a prever a vida útil real.
  • Challenge tests, recorrendo a microorganismos responsáveis pela degradação.
  • Avaliação do processo de embalamento.

Outros serviços relacionados com os estudos de vida útil:

  • Ensaios específicos para validação de alegações (por exemplo o conteúdo vitamínico.)
  • Avaliação de defeitos alimentares (por exemplo, presença de microrganismos, odores, corpos estranhos, etc.).

O estudo de vida útil é um processo dinâmico, uma vez que novos dados podem ser recolhidos ao longo do tempo.

Pode também estar interessado em: