Durante toda a cadeia alimentar podem detetar-se partículas estranhas, crescimento de microrganismos e defeitos sensoriais.

A nossa equipa de especialistas utiliza as seguintes técnicas na identificação destes defeitos:

  • Análise de partículas estranhas por microscopia eletrónica combinada com ICP IR,
  • Caracterização e identificação microbiológica (Maldi-tof, sequenciação, rep-PCR...),
  • Análises sensoriais combinadas com HS-SPME (Microextração por fase sólida) e GC/MS (Espetrometria de massa acoplada à cromatografia gasosa).