Contaminantes alimentares, resíduos de pesticidas e medicamentos veterinários presentes nos alimentos representam uma preocupação crescente na saúde dos consumidores de todo o mundo. A Mérieux NutriSciences fornece serviços de controlo analítico para garantir a qualidade dos seus produtos dentro de um espetro completo de contaminantes alimentares.

Os nossos laboratórios utilizam métodos validados para a deteção de contaminantes, incluindo pesticidas, micotoxinas, dioxinas, medicamentos veterinários, metais pesados e substâncias radioativas. Também fornecemos serviços especializados para a deteção de alergénios e organismos geneticamente modificados (OGM).

Utilizamos equipamentos e métodos avançados para análise quantitativa de contaminantes e resíduos: UHPLC-MS/MS e GC-MS/MS (triple quadruple), HPLC-MS/MS (Ion trap) e UHPLC/Exactive (Orbitrap Technologies), UHPLC/DAD/TOF para obter resultados rápidos e precisos.

 

Ensaios para controlo de contaminantes:

 

A Mérieux NutriSciences oferece ensaios de controlo de mais de 100 resíduos de medicamentos veterinários (hormonas, beta-agonistas, anti-inflamatórios não-esteróides, antibióticos, etc.) numa ampla variedade de matrizes alimentares. Dependendo das suas necessidades e matrizes, podemos oferecer métodos simples ou de multi-screening (LC-MS/MS e GC-MS/MS).

As micotoxinas são substâncias químicas produzidas por fungos que ocorrem naturalmente em algumas produtos agrícolas como os frutos de casca rija, sementes, cereais, especiarias e frutos secos. Alimentos contaminados com micotoxinas podem causar doenças agudas e estão associados a um aumento do risco de cancro após um longo período de exposição. Muitos países adotaram regras para limitar a exposição do consumidor a micotoxinas. As mais frequentes são as Aflatoxinas, Fumonisinas, Patulinas, Tricotecenos e Ocratoxinas.

As preocupações com a saúde humana, resultantes da presença de pesticidas nos alimentos e produtos alimentares para animais, incitaram os governos dos países desenvolvidos e dos países em desenvolvimento a estabelecerem padrões rigorosos para a sua utilização.

Os nossos profissionais qualificados podem ajudar a garantir que o seu produto corresponde aos requisitos legais nos diversos países do mundo para mais de 600 diferentes pesticidas. A Mérieux NutriSciences oferece ensaios específicos num vasto leque de matrizes, incluindo cereais, frutas e legumes, carne, peixe, leite, gorduras e bebidas.

Dioxina é um nome normalmente atribuído a uma classe de compostos clorados que, juntamente com os PCB sob a forma de dioxinas e Furanos, persistem no ambiente, acumulam-se na cadeia alimentar e podem causar uma série de efeitos adversos na saúde pública. Nos últimos anos, os problemas relacionados com os efeitos nocivos das dioxinas nos humanos e no meio ambiente tem sido uma preocupação mundial crescente.

A Mérieux NutriSciences tem experiência de mais de 10 anos em ensaios de dioxinas e PCB’s em produtos alimentares e matrizes ambientais, tais como água e solo. Podemos ajudá-lo a garantir a segurança e integridade dos seus produtos, de acordo com os padrões regulamentares globais.

Baixos níveis de metais pesados nos alimentos podem afetar negativamente a saúde humana. A Mérieux NutriSciences realiza ensaios de rotina de arsénio, cádmio, chumbo, mercúrio, entre outros, através de ICP/MS por forma a atingir uma alta sensibilidade, mesmo em matrizes muito complexas e em alimentos para bebés.

Mesmo baixos níveis de radiação podem causar problemas na saúde humana, incluindo cancro, doenças cardíacas ou deficiências imunológicas.

Os laboratórios de radioatividade da Mérieux NutriSciences avaliam a radiação ionizante nos alimentos e na água para consumo humano, alimentação para animais e matrizes ambientais: medição de radionuclídeos emissores de radiação gama, quantificação total da atividade alfa e beta e determinação de trítio nas águas.

As matrizes mais frequentemente analisadas são: cogumelos, amoras, carne, peixe, produtos à base de plantas, ovos, leite, queijo, sumos de fruta, alimentos para animais e águas.

Os nossos métodos de screening de radioatividade incluem todos os principais nuclídeos radioativos que podem ser identificados e quantificados, entre eles o Césio 134, Césio 137 e o Iodo 31.

A Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar (EFSA) identificou dois tipos de MOHs relevantes para a segurança alimentar:

  • MOSHs - Hidrocarbonetos Saturados de Óleos Minerais
  • MOAHs - Hidrocarbonetos Aromáticos de Óleos Minerais

(Saiba mais)

O fipronil é um acaricida, autorizado como principio ativo em produtos fitofarmacêuticos para um número limitado de culturas, de acordo com o Reg. (CE) n.º 1107/2009, mas não é permitido como medicamento veterinário em animais destinados à alimentação humana.
O uso de amitraz, um inseticida, é autorizado em suínos e bovinos, mas não em aves de capoeira.
A presença de fipronil e amitraz não é esperada em ovos nem em carne de aves.

A melamina é produzida globalmente em grande escala e é utilizada essencialmente em resinas e pode surgir nos alimentos através de processos de migração dos materiais em contacto com os produtos. A preocupação com a melamina aumentou fortemente devido ao escândalo da incorporação intencional no leite por forma de aumentar os resultados da determinação de proteínas, levando à morte de diversas crianças.