1. Home
  2. Blog
  3. Novos níveis máximos de substâncias perfluoroalquiladas (PFAS) em determinados géneros alimentícios na UE
Novos níveis máximos de substâncias perfluoroalquiladas (PFAS) em determinados géneros alimentícios na UE
Dezembro 14 2022

Novos níveis máximos de substâncias perfluoroalquiladas (PFAS) em determinados géneros alimentícios na UE

Contaminantes

A 8 de Dezembro de 2022 foi publicado o Regulamento (UE) 2022/2388 da Comissão, de 7 de Dezembro de 2022, que altera o Regulamento (CE) n.º 1881/2006 no que respeita aos teores máximos de substâncias perfluoroalquiladas em determinados géneros alimentícios.

As substâncias perfluoroalquiladas (PFAS) são poluentes químicos nocivos para a saúde humana sendo ingeridas, principalmente, através da água e dos alimentos. Normalmente, a contaminação dos alimentos com estas substâncias é o resultado da bioacumulação nas cadeias alimentares aquática e terrestre e da utilização de materiais em contacto com os alimentos contendo PFAS.

O ácido perfluoro-octanossulfónico (PFOS) e o ácido perfluoro-octanóico (PFOA) e os seus sais são os PFAS encontrados nos alimentos e nos seres humanos em concentração mais elevada e têm sido amplamente utilizados industrialmente devido à sua estabilidade química e térmica. Estas substâncias são muito persistentes no ambiente. Embora já não sejam utilizadas, a bioacumulação tem ocorrido em ambientes aquáticos e terrestres, contribuindo para a exposição humana a estes poluentes.

A 9 de Julho de 2020 a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) adotou um parecer sobre o risco para a saúde humana relacionado com a presença de substâncias perfluoroalquiladas nos alimentos. A EFSA concluiu que PFOS, PFOA, PFNA e PFHxS podem causar efeitos no desenvolvimento e provocar efeitos adversos no colesterol sérico, no fígado, no sistema imunitário e no peso à nascença. Considerou, também, que os efeitos mais críticos acontecem sobre o sistema imunitário, tendo estabelecido uma dose semanal admissível (DSA) de 4,4 ng/kg de peso corporal para a soma de PFOS, PFOA, PFNA e PFHxS, o que protege também contra os outros efeitos dessas substâncias. Concluiu que a exposição de partes da população europeia a essas substâncias excede a DSA, o que suscita preocupações.

Com este novo regulamento são fixados níveis máximos para substâncias perfluoroalquiladas em determinados produtos de origem animal (ovos, produtos da pesca, carne de peixe destinada à produção de alimentos para lactentes e crianças jovens e outra carne de peixe, crustáceos, moluscos bivalves, carne e miudezas comestíveis de bovinos, ovinos, suínos e aves de capoeira e animais de caça).

“O presente regulamento é aplicável a partir de 1 de Janeiro de 2023. Os géneros alimentícios legalmente colocados no mercado antes desta data podem permanecer no mercado até à sua data de durabilidade mínima ou data-limite de consumo.

Adicionalmente a 26 de Agosto de 2022, a União Europeia (UE) publicou a Recomendação (UE) 2022/1431 sobre o controlo das substâncias perfluoroalquiladas em determinados géneros alimentícios, recomendando aos Estados-Membros que monitorizassem durante os anos 2022-2025 a presença de PFAS nos alimentos, especialmente em: frutas, legumes, raízes e tubérculos amiláceos, algas marinhas, cereais, frutos secos, oleaginosas, alimentos para lactentes e crianças jovens, alimentos de origem animal, bebidas não alcoólicas, vinho e cerveja. (Mais informação aqui)

Na Mérieux NutriSciences temos uma vasta experiência na análise de PFAS e colaboramos em vários grupos de trabalho que lidam com aspetos técnicos: equipamento, limites e substâncias controladas. 

Graças à nossa equipa de I&D e à colaboração dos nossos peritos, desenvolvemos um método analítico que pode detetar e quantificar uma lista de 29 moléculas PFAS, utilizando LC-MS/MS. O nosso laboratório é capaz de atingir limites de quantificação até 1 ppt, em plena conformidade com o recente Regulamento e com os requisitos de monitorização da Recomendação.

O método é validado e acreditado em matrizes alimentares (incluindo ovos, carne, peixe, frutas e vegetais), alimentos para bebés, suplementos alimentares e alimentação animal. 

Contacte-nos para saber mais sobre os nossos serviços e como podemos ajudar a garantir a segurança e a qualidade dos seus produtos.

  1. Regulamento (UE) 2022/2388 da Comissão de 7 de dezembro de 2022 que altera o Regulamento (CE) nº 1881/2006 no que diz respeito aos teores máximos de substâncias perfluoroalquiladas em determinados géneros alimentícios
  1. Recomendação (EU) 2022/1431 da Comissão de 24 de agusto 2022 relativa ao controlo da presença de substâncias perfluoroalquiladas nos alimentos.
  1. Regulamento de Execução (UE) 2022/1428 da Comissão de 24 de agosto de 2022 que estabelece métodos de amostragem e de análise para o controlo das substâncias perfluoroalquiladas em determinados géneros alimentícios
  1. EFSA opinião 2020. Risk to human health related to the presence of perfluoroalkyl substances in food
Share it with your network
Perguntas mais Frequentes (FAQs) Provavelmente a resposta à sua dúvida está aqui!
Consulte aqui
Mérieux NutriSciences Corporation ©2023