A resistência à deterioração das propriedades mecânicas e óticas, causada pela exposição a fatores climáticos e/ou à luz, é um fator significativo em relação a muitos bens de consumo.

CONSUMO_exposicao_luz.jpg

A Mérieux NutriSciences possui equipamentos específicos para simular a exposição a fatores climáticos (isto é, os efeitos combinados da luz, temperatura e humidade) e a exposição à iluminação interior utilizando câmaras de xénon.

Para simular os fatores climáticos, os materiais são expostos a ciclos alternados de ambiente seco e pulverização de água, e expostos a luz diurna artificial, através do uso de filtros de luz diurna. Para simular a iluminação interior, é utilizado um filtro "vidro de janela". Tal exposição resulta em mudanças nas características do produto devido aos efeitos da luz, humidade, temperatura. No final do período de exposição, a resistência da cor pode ser avaliada através da comparação de qualquer alteração na cor dos produtos em análise com o material de referência (escala azul), ou através de espectrofotómetros ou um analisador de imagem.

Podem ser avaliadas as propriedades físico-mecânicas e reológicas dos produtos através da realização de ensaios para avaliar alterações (tais como rutura, queda, rasgamento, tração e resistência à pressão) que ocorrem durante a exposição do produto, em comparação com a utilização pretendida.

20 Setembro 2018
Aquisições
A Mérieux NutriSciences adquire o laboratório Ambienge e reforça a sua presença no Brasil.
8 Agosto 2018
Notícias Locais
De acordo com uma pesquisa realizada pela markets and markets, o mercado global de embalagens de alimentos registará um aumento de 5,39% no período 2018-2022. No caso particular de Itália, os dados do...