27 Julho 2018
|   NOVIDADES DO MERCADO
Monitoramento é o primeiro passo para minimizar riscos ambientais

Empresas devem fazer acompanhamento constante do pátio industrial para uma Gestão Ambiental eficiente Análise antes da aquisição de uma área também deve ser realizada para evitar futuros problemas.

Com o crescente avanço industrial, o Brasil se tornou um dos principais polos produtores do mundo. De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o setor representa 21% do PIB do país, o que estimula a economia brasileira, mas também é responsável pelo aumento da contaminação ambiental, especialmente causados por acidentes, que tornam o solo e a água impróprios para o consumo, irrigação ou recreação. Visando mitigar os riscos, cada vez mais, as empresas investem no implemento de políticas sustentáveis que garantam a segurança ecossistêmica em seu parque industrial.

O monitoramento ambiental é uma das ferramentas utilizadas para o gerenciamento assertivo dos riscos ambientais das corporações.  O processo visa o acompanhamento contínuo e sistêmico das áreas com objetivo de avaliar as condições de solo, ar, água e demais variantes presentes no ambiente e evitar possíveis acidentes. “Algumas empresas, com tubulações e tanques enterrados, podem contaminar toda uma área sem perceber. Apenas o monitoramento constante é capaz de identificar o vazamento logo no início”, conta o Diretor Técnico da Unidade Ambiental da Mérieux NutriSciences, Marcos Ceccatto.

Os dados coletados permitem identificar o nível de conservação, preservação, degradação ou recuperação de uma área. Em casos de contaminação ambiental é necessária a realização de um estudo para a identificação dos potenciais contaminantes que fizeram parte da história do local, e análises no solo e na água para a identificação e quantificação dos níveis destes poluentes. A partir dessas informações, empresas especializadas desenvolvem e aplicam processos de remediação que diminuirão o nível da contaminação. O monitoramento contínuo durante a realização do procedimento, com análises químicas do solo e da água indicará a redução dos níveis de contaminação no ambiente e norteará as medidas de planejamento e controle.

Avaliar antes de investir

Antes mesmo de adquirir uma nova área industrial, é importante que a empresa faça uma avaliação ambiental profunda deste terreno. É muito comum que a área já esteja contaminada. Com estes resultados em mãos, a corporação tem a opção de descontaminar a área antes da instalação industrial ou até mesmo desistir do negócio.

“O valor gasto para descontaminação de uma área é, na maioria dos casos, superior aos investimentos que seriam necessários para disposição correta de resíduos ou monitoramento efetivo de uma área, monitoramento este que permitiria a detecção de qualquer anomalia no início da mesma”, afirma Ceccatto.

A unidade Ambiental da Mérieux NutriSciences (antiga Bioagri), localizada em Piracicaba - SP, oferece estudos, amostragem e análises de águas superficiais e subterrâneas, lixiviados, solos, sedimentos, lodo, resíduos sólidos, efluentes líquidos e gasosos, bem como emissões de chaminés. O laboratório oferece em seu portfolio análises físicas, físico-químicas, químicas, microbiológicas, toxicológicas e ecotoxicológicas.

“Contamos com uma equipe técnica altamente especializada, que realiza a coleta diretamente no cliente, o que garante a fidelidade dos resultados. Oferecemos desde análises preliminares, antes da compra de terrenos industriais, até monitoramento continuo durante processos de descontaminação”, finaliza Ceccatto.

Mais informações?

Entre em contato para mais informações sobre nossos serviços, solicitações de propostas e mais.

Estamos a disposição para atendê-lo.