Desenvolvido a partir de pesquisas da Environmental Protection Agency (EPA) dos Estados Unidos, o método TO-15 é utilizado para análises de Compostos Orgânicos Voláteis (VOCs), coletados em canisters especialmente preparados e analisados por Cromatografia de Gás/Espectometria de Massas (GC/MS), em ar ambiente e poços de monitoramento de solo.

TO-15 acreditado pela CGCRE na norma ISO 17025:2005

  • Resultados mais robustos e precisos se comparados com outros tipos de amostragem;
  • Constitui uma amostra mais representativa dos gases presentes no ambiente;
  • Prazo de validade da amostra de até 30 dias sem perdas;
  • Limites baixos para determinação de VOCs em solo ou ar ambiente;
  • Não exige o uso de bombas ou equipamentos elétricos para amostragem.

Cânister

Na reparação de locais contaminados, o estudo e o monitoramento da disseminação de contaminantes do solo (presentes em gases intersticiais do solo) são um bom caminho em todos os estágios dos processos ambientais e eles são usados para:

  • formulação do modelo conceitual do local durante a caracterização do local;
  • análise do potencial risco higiênico sanitário resultante da inalação de vapores do solo (análise do risco específico local);
  • identificação do conjunto de teste e do local da amostragem;
  • avaliação das tecnologias de remediação específica.

A amostragem representativa do gás do solo é obtida por meio da avaliação das variáveis relativas aos químicos e às propriedades físicas das substâncias a serem analisados, o solo e as características do subsolo, condições climáticas e técnicas de amostragem. A obtenção de dados confiáveis na avaliação direta da qualidade do ar interior e exterior, por vezes, necessita de tempo, recursos técnicos e financeiros, o que pode aumentar o tamanho do problema. Se o risco de inalar particulados pode ser considerado insignificante se comparado ao risco de inalação de vapores, um procedimento alternativo com base nas medições de gás do solo intersticial é definido. O condutor da amostragem e análise subsequente de compostos orgânicos voláteis presentes em concentrações de ar interior e exterior de menos do que 5 ppm é o método Cânister.

Por que escolher o Cânister?

O Cânister é bem conhecido por sua fácil utilização, uma vez que, ele funciona com uma cadeia de componentes reduzida. Ele pode ser facilmente transportado e também permite a detecção de um grande número de compostos voláteis, dessa forma, alcançando uma sensibilidade elevada comparada aos métodos tradicionais (GC-FID).  Cânister é um sistema de amostragem principalmente composto de um invólucro de metal a vácuo e uma válvula – se requerido – para regular seu enchimento em um cronograma pré-estabelecido. A capacidade dos Cânister da Mérieux NutriSciences equivalem a 3,2 ou 6 litros e as válvulas (coletores passivos) são da marca ENTECH1; ambos são revestidos com SILONITE®, um material que torna o Cânister inerte e reutilizável ao longo do tempo (após a limpeza e a definição do vácuo).  Para sua calibração, um medidor de fluxo digital é usado: juntamente com o Cânister e a válvula, ele permite a calibração deste último dependendo dos requerimentos da amostragem. Após ser limpo e preparado para ser reutilizado, o Cânister dura cerca de 15 dias; após este período, ele pode ter micro vazamento de ar interno, que poderia comprometer a amostragem subsequente e, assim, a análise relevante.

As vantagens do Cânister:

  • Sem modificação da amostra após a amostragem;
  • Sem necessidade de medir o volume da amostra após a amostragem;
  • Grande variedade de intervalos de amostragem escolhidos (de poucos segundos a uma semana);
  • A superfície interna do Cânister é inerte comparada aos poluentes presentes na amostra do ar;
  • Detecção de muitos compostos, incluindo os sensíveis ao calor;
  • A amostra é transferida do Cânister para a ferramenta de análise operando em baixa temperatura;
  • Análises múltiplas e suas repetições;
  • Capacidade de elevada separação e identificação de compostos;
  • Baixa possibilidade de ruptura do Cânister (durante o transporte e o uso);
  • Não é necessário conhecer a concentração de poluentes antecipadamente para identificar a capacidade do Cânister;
  • Concentrações altas ou baixas de poluentes não afetam o modo da amostragem.

O valor agregado da Mérieux NutriSciences

Os laboratórios Mérieux NutriSciences pertencem aos laboratórios aptos a oferecer o serviço de amostragem do Cânister e análises relevantes e, eles se distinguem dos concorrentes graças ao serviço de locação. Ademais, além de disponibilizar o profissionalismo da Mérieux NutriSciences aos clientes e propor o Cânister como uma ferramenta fácil de usar e altamente eficaz, a empresa pode alugar o Cânister, mediante pedido, e oferecer análises pertinentes dos compostos orgânicos voláteis (COVs). O controle de compostos orgânicos voláteis com o método Cânister assegura um alto nível de estabilidade de compostos amostrados nos períodos após a amostragem e o armazenamento. O método de análise utilizado pela Mérieux NutriSciences para a determinação de COVs é o EPA TO 15 1999 (determinação de compostos orgânicos voláteis em ar ambiente amostrados pelo Cânister e analisados por cromatografia gasosa com detector de massa); tal método é reconhecido pela norma UNI CEI EN ISO/IEC 17025:2005. O Cânister também permite a análise MADEP APH (Departamento de Proteção Ambiental de Massachusetts - Hidrocarbonetos de petróleo no ar) em gás do solo: para isso, a Mérieux NutriSciences adotou o método MADEP APH rev. 1 2009, ainda não acreditado: até hoje, ele é o único método para avaliar hidrocarbonetos durante sua fase de vapor de acordo com a abordagem corretiva com base no risco (isto é, com faixas alifáticas e aromáticas fracionadas).

Câmaras de Fluxo

A amostragem de compostos orgânicos/ inorgânicos voláteis é realizada com câmaras de fluxo e ela fornece uma estimativa da quantidade de poluentes emitida do solo contaminado ou de fluidos contaminados, dependendo da unidade da superfície e da unidade do tempo. A amostragem ocorre por meio de uma câmara cilíndrica aberta em um lado e com um ambiente controlado.  Gases puros e inertes são introduzidos em um determinado ponto e a uma taxa de fluxo constante enquanto a amostragem do poluente requerido é realizada por meio de uma segunda linha; duas aberturas adicionais descarregam a sobrepressão interna e controlam as condições microclimáticas internas do suporte. A amostragem de compostos orgânicos/ inorgânicos voláteis de naturezas diferentes podem ser realizadas.

Mais informações?

Entre em contato para mais informações sobre nossos serviços, solicitações de propostas e mais.

Estamos a disposição para atendê-lo.